chevening logoQuem sonha em fazer mestrado fora do Brasil tem de 7 de agosto a 7 de novembro para se inscrever no Chevening, programa de bolsas de estudos do Reino Unido. As inscrições estão abertas a profissionais de qualquer área que queiram estudar em uma universidade britânica, que seja na Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte ou no País de Gales.
Candidatos com perfil de liderança são o principal foco do Chevening, que oferece cobertura do curso escolhido e ainda uma mesada para gastos com passagens, hospedagem e demais custos essenciais. Tudo isso por um ano inteiro. As inscrições devem ser feitas pelo site www.chevening.org/brazil.

“O Chevening é um programa aberto a profissionais brasileiros de todas as áreas de atuação. Não há um perfil de candidato definido. Buscamos futuros líderes que desejam realizar mudanças de impacto onde atuam. Estamos prontos para levar mais um grupo de brasileiros ao Reino Unido em 2018”, diz Carlos Eduardo Mesquita, responsável pelo Chevening no Brasil.

Presente no país há mais de 30 anos, o Chevening já beneficiou cerca de 1.500 brasileiros de diferentes regiões, áreas acadêmicas e classes sociais. São pessoas que tiveram a chance de estabelecer laços sociais, culturais, acadêmicos e comerciais com a rede de Cheveners em todo o mundo.

​Uma das novidades para os candidatos que embarcam no próximo ano é na parceria com a Fundação Lemann, que financiará candidatos nas áreas de Educação, Saúde e Políticas Públicas. Outras parcerias de destaque que foram estabelecidas no último ciclo e que continuarão no próximo ano são com a Fundação Parque Tecnológico Itaipu e o escritório Pinheiro Neto Advogados. As parcerias irão financiar cursos de mestrado relacionados às áreas de energia renovável e direito, respectivamente.

O Programa Chevening oferece oportunidade de desenvolvimento profissional, acadêmico e pessoal através das bolsas de mestrado e vivência no Reino Unido. “Ficamos felizes que essas instituições compartilham dos mesmos valores. Essas parcerias abrem portas para que futuros líderes tragam para o Brasil conhecimento e inovações das instituições britânicas”, ressalta Carlos Eduardo
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn