A Fundação Bunge anunciou os temas da 62ª edição do Prêmio Fundação Bunge. São eles: Desafios globais da sustentabilidade do agronegócio brasileiro, em Ciências Agrárias, e As transformações do Direito brasileiro e seus impactos na teoria geral do Direito, em Ciências Humanas e Sociais. As indicações ao prêmio poderão ser realizadas até 30 de maio pelas principais universidades e entidades científicas brasileiras. A partir das indicações, Comissões Técnicas, compostas por especialistas nacionais e internacionais em cada área de premiação, escolhem os homenageados na categoria Juventude e selecionam aqueles cujos trabalhos devem ser observados na categoria Vida e Obra.
A decisão cabe ao Grande Júri, formado por reitores e representantes de entidades científicas e culturais, além de ministros de Estado.

Criado em 1955, o Prêmio Fundação Bunge tem a proposta de incentivar a inovação e a disseminação do conhecimento e reconhecer os profissionais que contribuem para o desenvolvimento da cultura e das ciências no Brasil, além de estimular novos talentos.

Todos os anos, a premiação homenageia dois profissionais para cada uma das duas áreas de atuação profissional, totalizando quatro contemplados: dois na categoria Vida e Obra e dois em Juventude (pesquisadores com até 35 anos).

Desde a sua criação, mais de 180 personalidades já foram premiadas entre elas Jorge Amado, Oscar Niemeyer, Ruth Rocha, Carlos Chagas Filho, Eurípedes Malavolta, Guto Indio da Costa, Adriana Lisboa e Fernando Abrucio.

Para mais informações acesse o site: http://www.fundacaobunge.org.br/.

Agência FAPESP
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn