De 15 a 19 de agosto, a cidade do Rio de Janeiro vai conhecer de perto muitos segredos e novidades sobre a origem e evolução do Universo. A capital vai abrigar, na PUC-Rio, o 1o workshop da série The Evolving Universe, organizado através de parceria entre o professor Enio Frota da Silveira, do Departamento de Física do Centro Técnico Científico da Universidade (CTC/PUC-Rio), e a astrônoma brasileira residente nos Estados Unidos, Duília de Mello, professora da Catholic University of America e pesquisadora associada da NASA Goddard Space Flight Center.
O evento tem o apoio da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro e dos comitês científico e local, responsáveis pela organização do evento, que reúnem profissionais das áreas de física e astronomia de países como Brasil, Chile e Estados Unidos. O workshop conta ainda com o patrocínio do Instituto Nacional de Tecnologia e Ciências do Espaço (INEspaço/CNPq), que incentiva o desenvolvimento de estudos espaciais no Brasil. 

O evento coincide com a recente adesão do Brasil, em dezembro de 2010, ao Observatório Europeu do Sul (ESO), a mais importante e produtiva organização europeia intergovernamental em investigação em astronomia. Sendo o único país fora da Europa a fazer parte dessa comunidade, a adesão beneficia o Brasil com investimentos que proporcionam novos impulsos para o desenvolvimento tecnológico e científico nacional.

Durante os cinco dias do encontro, as palestras vão tratar das discussões mais relevantes do momento, como: evolução química, galáxias distantes, a Via Láctea, evolução das galáxias, evolução estrelar, buracos negros, radiação cósmica em galáxias distantes e a formação da Via Láctea.

Simulação do choque de raios cósmicos sobre gelos astrofísicos pode ter dado origem à vida no planeta

O professor Enio Frota falará sobre seus estudos, no tema “gelos astrofísicos bombardeados por raios cósmicos”. Segundo ele, fragmentos de moléculas essenciais dos seres vivos podem ter se originado pela interação de raios cósmicos com nuvens galácticas, que são muito frias e compostas por água e gases condensados em grãos. Alguns destes, após vagarem pelo espaço, chegaram à Terra, trazidos por cometas e meteoritos.  Para testar esta teoria, Enio Frota busca reconstruir em laboratório as condições de surgimento das primeiras moléculas pré-bióticas a partir da simulação do choque de raios cósmicos com esses mantos de gelo. As pesquisas em curso são apoiadas pela FAPERJ e pelo INEspaço/CNPq, através de equipamentos, viagens e bolsas para alunos e pós-docs.

Para o professor, se essas hipóteses estiverem corretas, a probabilidade de existir vida extraterrestre é maior, já que estas primeiras reações químicas podem ocorrer em diversos sítios cósmicos, gerando moléculas orgânicas que depois se difundem pelo Universo. Esses estudos dão continuidade ao doutorado do astrônomo Eduardo Seperuelo Duarte, da PUC-Rio, cujos experimentos foram realizados no campus da PUC-Rio e na Universidade de Caen-Baixa Normandia, na França, em projeto CAPES/COFECUB. Hoje, para trazer subsídios a essa teoria, o professor Enio Frota acrescentará novos dados experimentais a partir de experimentos em curso no Laboratório Van de Graaff da PUC-Rio. No workshop, ele mostrará os resultados do seu Grupo, tanto os obtidos com o acelerador de partículas da PUC-Rio, quanto os produzidos no grande acelerador francês GANIL.

Evolução das galáxias é tema de palestra

A professora Duília de Mello, doutora em astronomia pela USP, pesquisadora do Goddard Space Flight Center (GSFC), um dos mais importantes centros de estudos da Nasa, e docente da Catholic University of America (CUA), nos Estados Unidos, é especialista em astronomia extragaláctica – área que estuda outras galáxias, além da Via Láctea.

Em sua palestra, a professora Duília irá tratar do surgimento e evolução das galáxias. Ela enfatizará a época em que o Sol nasceu, há mais de quatro bilhões de anos e apresentará como eram as galáxias naquela época. A pesquisadora também mencionará a importância da colisão entre galáxias e como as galáxias parecidas com a Via Láctea se formaram. As descobertas da professora Duília são feitas com o telescópio espacial Hubble, o único telescópio da atualidade que consegue captar as galáxias distantes com a nitidez necessária para desvendar como elas se formam.

Religião e Ciência

Jose Funes, diretor do Observatório do Vaticano e também um dos palestrantes do workshop, defende o avanço nos estudos sobre a origem e evolução do universo e afirma, inclusive, que a existência de vidas inteligentes extraterrestres não vai de encontro à doutrina da Igreja, nem limita a liberdade criadora de Deus. Para Funes, a descoberta poderia vir a ser positiva, uma vez que esses seres poderiam ser livres do pecado original.

Palestras também no Planetário da Gávea

No dia 16, participantes do workshop terão a oportunidade de assistir no Planetário da Gávea à palestra do astrônomo Alexandre Cherman (funcionário da casa), que falará sobre a astronomia no Brasil. Cherman dará uma abordagem histórica ao tema, relatando desde os tempos coloniais, já que os portugueses na idade média eram os grandes astrônomos da época, fato confirmado pelas conquistas na navegação. Segundo Cherman, astrônomos brasileiros produzem um material de primeira qualidade, fruto da participação em grupos de trabalho em todo o mundo, com acesso aos melhores telescópios existentes, hoje situados no Havaí e no Chile. “Quero mostrar também que a astronomia no Brasil já teve um maior desenvolvimento, sem que os astrônomos precisassem sair do país. Se houver maior investimento na área, temos tudo para voltar a competir com os melhores do mundo”, diz Cherman.

No mesmo dia, a palestra “Do Big Bang aos humanos”, da pesquisadora Duília de Mello, será aberta ao público e com entrada franca. Duília vai resumir a história do universo, falará sobre o futuro do sol, como as supernovas explodem e contará um pouco sobre a formação de buracos negros. Ela pretende explorar também as moléculas espaciais, os planetas extra-solares, o nascimento das estrelas e a colisão de galáxias. Para finalizar, a professora contará detalhes de sua última descoberta: as bolhas azuis – que trata da formação de estrelas fora das galáxias.


O evento está no Facebook e já possui 48 membros em todo o mundo: www.facebook.com/home.php?sk=group_210206749004404


Confira a lista completa de palestrantes do workshop The Evolving Universe:

§     Jose Funes - doutor em astronomia pela Universidade de Pádua, na Itália, e diretor do Observatório do Vaticano (Vaticano);

§     Duília de Mello – doutora em astronomia pela USP, professora do Departamento de Física da Catholic University of America (CUA), pesquisadora associada do Goddard Space Flight Center (GSFC), da NASA (EUA);

§     Enio Frota da Silveira – doutor em Física pela Universidade de Paris e professor do CTC/PUC-Rio (Brasil);

§     Paul Alexander Schweitzer - doutor em matemática pela Universidade de Princeton e professor do CTC/PUC-Rio (Brasil);

§     Alexandre Cherman - Mestre em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e astrônomo (UFRJ) da Fundação Planetário do Rio de Janeiro;

§     Kátia Cunha – doutora em astronomia pelo Observatório Nacional e astrônoma do National Optical Observatory (EUA) e do Observatório Nacional (Brasil);

§     Eduardo Telles – doutor em astronomia pela Universidade de Cambridge (Reino Unido) e astrônomo do Observatório Nacional (Brasil);

§     Gustavo Porto de Mello - doutor em astronomia pelo Observatório Nacional e professor da UFRJ (Brasil);

§     Helio Rocha Pinto - doutor em astronomia pela USP e professor da UFRJ (Brasil);

§     Karín Menéndez-Delmestre – doutora em astronomia pelo Caltech (EUA) e professora recém contratada da UFRJ (Brasil);

§     Chistopher Howk – doutor em astronomia pela Universidade de Wisconsin (EUA),  professor da Universidade de Notre Dame (EUA);

§     Steve Kraemer - doutor em astronomia pela Universidade de Maryland, professor do Departamento de Física da Catholic University of America (CUA) (EUA);

§     Tommy Wiklind - doutor em astronomia pela universidade de Gotemburgo (Suécia) e astrônomo do Observatório Europeu do Sul no projeto ALMA (Chile);

§     Verne Smith – doutor em astronomia pela universidade de Washington (EUA), astrônomo do National Optical Astronomy Observatory (NOAO/EUA) diretor do NOAO System Science Center;

§     Thiago S. Gonçalves – mestre em astronomia do Observatório Nacional e concluindo doutorado no Caltech (EUA);

§     Marcio Catelan - doutor em astronomia pela USP e professor do Departamento de Astronomia e Astrofísica da PUC Chile;

§     Leopoldo Infante – doutor em astronomia pela universidade de Victoria (Canada), professor do Departamento de Astronomia e Astrofísica da PUC Chile, diretor do departamento de Astro-engenharia;

§     Alejandro Clocchiatti – doutor em astronomia pela universidade do Texas em Austin (EUA), professor do Departamento de Astronomia e Astrofísica da PUC Chile;

§     Dante Minniti - doutor em astronomia pela universidade do Arizona (EUA), professor do Departamento de Astronomia e Astrofísica da PUC Chile.


SERVIÇO:

Workshop A evolução do Universo (The Evolving Universe)

Data: De 15 a 19 de Agosto
Horário: Das 9h às 19h
Local: PUC-Rio
Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea – Rio de Janeiro
Telefone: 3527-1268

Programação: http://dl.dropbox.com/u/23735554/program_puc_rio_preliminary.pdf

Outras informações: http://evolvinguniverse-pucrio.blogspot.com/
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn