Cultura e Arte

No domingo, 19 de junho 2016, às 17h, acontecerá uma conversa entre o francês Serge Haroche, prêmio Nobel de Física em 2012, e o físico brasileiro Luiz Davidovich, professor titular do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC). Com mediação de Bernardo Esteves, repórter da revista Piauí, o debate, uma parceria entre o Instituto Moreira Salles (IMS-RJ) e a ABC, ocorrerá no cinema do IMS-RJ após a exibição do filme Copenhagen, de Howard Davies.

A imagem do município de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, ficou fortemente associada à urbanização descontrolada que se seguiu à construção, em meados da década de 1980, do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos Governador André Franco Montoro. No entanto, a cidade, que é a segunda mais populosa e tem o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) no Estado de São Paulo, possui um patrimônio arqueológico-histórico que remonta ao primeiro século da colonização portuguesa.

MedusaA mostra “CEBIMar 60 anos – Exposição de seres marinhos” está em cartaz até 31 de julho de 2016 no Museu Catavento Cultural e Educacional, em São Paulo. A exposição é composta por imagens fotográficas feitas por pesquisadores do Centro de Estudos de Biologia Marinha (CEBIMar), com o objetivo de despertar no público o interesse na ciência e na vida marinha visando à preservação da diversidade de espécies.

A Pró-Reitoria de Pós-Graduação da Unesp e a Fundação Editora da Unesp lançaram 36 novos livros digitais nas áreas de Ciências Humanas, Ciências Sociais e Aplicadas e Linguística, Letras e Artes, com acesso totalmente gratuito. O Programa de Publicações Digitais foi criado em 2009, com trabalhos de docentes, pós-graduandos e pós-graduados sendo selecionados pelos Conselhos de Programas de Pós-Graduação. As obras escolhidas são editadas pelo selo Cultura Acadêmica da Fundação Editora da Unesp.

Símbolo da tradição científica brasileira, a Academia Brasileira de Ciências (ABC) completa 100 anos nesta semana e comemora a ilustre data durante a sua Reunião Anual, que começou na quarta-feira, 4 de maio, e vai até esta sexta-feira, 6 de maio, nas instalações do ainda recém-inaugurado Museu do Amanhã, situado na Praça Mauá, região portuária da capital fluminense.

A busca da coerência entre o que se diz e o que se faz foi um dos grandes vetores do pensamento e da ação do filósofo francês Michel Foucault (1926 – 1984) em seus últimos anos de vida. A compreensão dessa diretriz, que orientou tanto a sua produção teórica quanto a sua prática político-social, é o fio condutor do livro A coragem da verdade e a ética do intelectual em Michel Foucault, de Priscila Piazentini Vieira, publicado com o apoio da FAPESP.

Fundação Ema Klabin logoQue tal participar de uma jornada eco cultural, com palestra, documentário, economia solidária e música erudita? A Fundação Ema Klabin promove, no próximo sábado, 9 de abril, uma vasta programação com viés sustentável. Tudo com entrada franca. Confira a programação:

No Brasil são faladas, pelo menos, 181 línguas indígenas. Mas esse número já foi bem maior – estima-se que, antes da chegada dos europeus, mais de 1.500 línguas fossem faladas no território que viria a se tornar o país, sendo gradativamente extintas ao longo de cinco séculos. Para compartilhar estratégias de pesquisa que ampliem o conhecimento sobre esse patrimônio linguístico e cultural e ajudem a preservá-lo, mais de 100 cientistas de 10 países estão reunidos desde 21 de março até 2 de abril,

ShakespeareA Universidade Federal do Paraná e a Embaixada do Reino Unido farão o lançamento da campanha "Shakespeare Lives in Brazil", nesta quinta-feira (24), com a presença do ator Thiago Lacerda. Shakespeare Lives é uma campanha global que celebra os 400 anos de legado de Shakespeare e promove eventos em 77 países, durante todo o ano de 2016.

O Conjunto de Música Antiga da USP se apresenta na Fundação Ema Klabin pelo Programa Tardes Musicais, no próximo sábado, 19 de março, a partir das 16h30. Criado em 2001, o grupo reúne alunos e professores do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo, além de profissionais convidados.

O Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura (OBCOM) da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP realiza, no próximo dia 19 de março, a quarta apresentação do projeto Censura em Cena, com a leitura dramática da peça de Nelson Rodrigues, Perdoa-me por me traíres, de 1957. A leitura dramática será seguida de debate e também apresentará um estudo sobre o processo de censura da obra.