Cultura e Arte

Estão abertas até 1º de setembro as inscrições de trabalhos para a Mostra Nacional de Robótica (MNR). Podem participar alunos do ensino fundamental, médio, técnico ou superior de qualquer estado do país, com ou sem conhecimento prévio sobre robótica, bem como pós-graduandos e pesquisadores da área. A mostra presencial ocorrerá de 17 a 21 de outubro em Fortaleza, no Ceará.

Eleger a denominação melhor apropriada para associar ao nome de Victor Hugo não nos parece tarefa banal. Entre poeta, romancista, dramaturgo, crítico, teórico, historiador, homem político, artista, Hugo completa 210 anos em 2012 reunindo uma obra literária e pictórica, embates políticos e reflexões que revelam, ainda hoje, vitalidade surpreendente. Hugo atravessou o romantismo e o realismo do século XIX, ingressou na modernidade e permanece instigante na pós-modernidade ou hipermodernidade.

Resultado das pesquisas realizadas para seu mestrado, a jornalista Marta Scherer lança nesta quinta-feira, dia 16, em Florianópolis, o livro “Imprensa e Belle Époque – Olavo Bilac, o jornalismo e suas histórias”, pela Editora Unisul. O livro resgata o lado menos conhecido de Olavo Bilac, considerado “o príncipe dos poetas do país”, o de jornalista.

Jorge-AmadoO Centro de Letras e Artes (CLA) está homenageando os 100 anos do Escritor Jorge Amado, comemorados este ano, no dia 10 de agosto, através do Evento "Ano 2012- Ano Internacional Jorge Amado", que acontecerá nos dia 3, 4 e 5 de outubro, no Salão João do Rio da Faculdade de Letras.

ProfessorEstá disponível para download gratuito o livro Alfabetização no Brasil: uma história de sua história, lançado pela Cultura Acadêmica Editora e organizado por Maria do Rosário Longo Mortatti, professora da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Marília.

Hospital Universitário da USPO Espaço Cultural do Hospital Universitário da USP recebe a partir do dia 27 de julho a Exposição Doações, com 23 obras de artistas consagrados. A mostra, aberta para visitação do público em geral, é uma iniciativa do artista Ivald Granato, idealizador do projeto Arte & Cura, que conseguiu a doação das obras que passam a fazer parte do acervo permanente do hospital.

Em abril deste ano, foi identificado, pela primeira vez, um sítio arqueológico do tipo polidor e amolador fixo no interior do estado do Rio de Janeiro, mais precisamente, na fazenda Santa Inês, no município de Miracema, no noroeste fluminense. Segundo a arqueóloga Nanci Vieira de Oliveira, professora do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), os sítios arqueológicos são locais onde ficaram preservados objetos, construções ou outras evidências de atividades humanas no passado.

Em celebração ao Movimento Constitucionalista de 1932 foi inaugurado, no dia 9 de julho, o projeto “SP, 1932: 80 anos do Movimento Constitucionalista”, composto por uma exposição museológica e duas mostras virtuais. A exposição sediada no novo edifício do Arquivo Público do Estado de São Paulo contextualiza como a insatisfação paulista pela perda de sua autonomia se transformou em um dos maiores movimentos armados da história do Brasil.

A Rio+20 veio e foi embora sem que os líderes mundiais achassem uma solução para os problemas ambientais do mundo. Resta, então, depositar nossas esperanças em uma nova geração de jovens e crianças que já cresce com a obrigação de mudar sua forma de se relacionar com a natureza. A revista Darcy, em sua 11ª edição, traz um dossiê que mostra iniciativas de educação que contribuem para um futuro mais verde.

O suicídio é pecado? É covardia? É fraqueza? É loucura? Pode ser tudo isso e mais outras tantas coisas. Mas, no Brasil vem se tornando cada vez mais um problema de saúde pública e é esse viés que é abordado no livro “Trocando seis por meia dúzia – Suicídio como emergência do Rio de Janeiro”, que será lançado na terça-feira, 3 de julho.

Está em cartaz até o dia 30 de setembro, no Museu da Ciência Mário Tolentino, em São Carlos, a exposição PaleoBrasil: na trilha dos dinossauros. O evento é organizado pela prefeitura local e pelo Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A curadoria é do professor Marcelo Adorna Fernandes.